Não perca tempo. Agende já sua consulta ou exame.

Por que as mulheres sentem mais dor de cabeça do que os homens?

por

Hoje, pesquisadores e médicos já possuem teorias mais concretas que podem explicar a indecência dos sintomas em maior intensidade no público feminino.

Confira porque as mulheres sentem mais dor de cabeça que os homens, e como prevenir essa indisposição frequentemente.

Especialistas explicam porque mulheres sentem mais dor de cabeça que homens (Foto: Reprodução)

Muitas pessoas se perguntam porque mulheres sentem mais dor de cabeça que os homens, em intensidades e frequências diferentes.

Diversas pesquisas foram realizadas com a intenção de desvendar o mistério por trás dessas ocorrências.

Hoje, pesquisadores e médicos já possuem teorias mais concretas que podem explicar a indecência dos sintomas em maior intensidade no público feminino.

Confira porque as mulheres sentem mais dor de cabeça que os homens, e como prevenir essa indisposição frequentemente.

O que é dor de cabeça?

Basicamente, dor de cabeça é o nome da indisposição que inside sobre qualquer parte da cabeça, inclusive na nuca ou na testa.

Essa sensação dolorosa não constitui, de fato, uma doença, mas sim um sintoma do corpo diante de uma situação desconfortável. Por exemplo:

  • uso de óculos com grau incorreto;
  • muito barulho;
  • falta de sono;
  • fome;
  • adereços apertados.

Ou seja, inúmeros motivos podem causar uma dor de cabeça. Inclusive, não é um distúrbio incomum.

Acredita-se que 90% da população experimentou algum tipo de dor de cabeça ao longo da vida. Existem cerca de 150 tipos de indisposições, desde dores leves, até enxaquecas.

No entanto, é comprovado que mulheres sentem mais dor de cabeça que homens.

No Brasil, cerca de 76% a mais do público feminino sente algum grau de mal-estar, segundo a Academia Brasileira de Neurologia.

Atualmente, existem alguns motivos que podem explicar isso. Confira a partir de agora.

Por que as mulheres sentem mais dor de cabeça que homens?

Em resumo, existem cerca de 4 principais motivos que explicariam porque mulheres tem mais dor de cabeça que os homens.

1.  Hormônios

Segundo especialistas, os hormônios femininos tornam esse grupo mais propenso a ter dores de cabeça.

Isso porque algumas substâncias, como o estradiol, propiciam a sensibilidade em regiões como a cabeça.

Dessa forma, mulheres estariam mais dispostas a ter esse mal estar em ambientes que estimulam o desconforto, como ruídos ou luminosidade.

Além disso, não é incomum a ocorrência de hormônios desregulados, o que pode levar ao surgimento de enxaquecas, um tipo de dor mais intensa.

Inclusive, mulheres no período fértil relatam mais esse sintoma do que mulheres na terceira idade, por exemplo.

2.  Menstruação

Diretamente relacionado aos hormônios, um dos motivos que levam as mulheres a ter mais dor de cabeça que homens é a menstruação.

Esse período é responsável pela alteração de todo o sistema feminino, inclusive na liberação de grandes quantidades de substâncias hormonais.

Uma vez que o ciclo menstrual de uma mulher está em constante regulação, sintomas como a dor de cabeça podem aparecer em diferentes momentos.

O mais comum é que mulheres experenciem esse incômodo no período chamado Tensão Pré-Menstrual (TPM).

Isso porque é o momento em que o corpo passa por mudanças mais significativas. Geralmente, ocorre cerca de uma semana antes do início do ciclo menstrual.

Enquanto isso, algumas mulheres também podem sentir dor de cabeça após a menstruação.

Dessa forma, o índice feminino que sente esse sintoma aumenta significativamente, uma vez que homens não passam pelo ciclo hormonal da menstruação.

Além dos hormônios, fatores como estresse também influenciam nas dores de cabeça em mulheres (Foto: Reprodução)

3.  Estresse

Apesar de não estar relacionado a hormônios, o estresse é outro fator representativo que explica porque mulheres sentem mais dor de cabeça que homens.

Isso porque, atualmente, o público feminino está mais propenso a jornadas duplas de trabalho.

Enquanto o mercado profissional expandiu sua atuação para mulheres, funções familiares continuaram sob responsabilidade da figura materna.

Por isso, é comum que mães de família, que trabalham fora, apresentem dor de cabeça com maior frequência.

Fatores como tensão e sobrecarga acarretam no estresse diário, que pode levar ao mal-estar.

Ainda, a convivência familiar pode ser um elemento potencializador para dores de cabeça. Por exemplo, a presença de crianças pequenas.

Além disso, o estresse não está atrelado somente ao sentimento de impaciência e irritabilidade, mas também:

  • cansaço;
  • exaustão;
  • falta de sono;
  • fome;
  • cobranças.

Sendo assim, mulheres têm maior propensão a ter dor de cabeça, em comparação aos homens.

4.  Alimentação

Por fim, a alimentação pode influenciar na dor de cabeça. Apesar de não ser algo exclusivo do público feminino, a soma desse fator faz com que a incidência aumente.

Uma rotina pouco saudável, ingestão de alimentos gordurosos, processados e congelados pode causar doenças cujo um dos sintomas é a dor na cabeça.

Por exemplo, obesidade e pressão alta. Inclusive, distúrbios mais sérios podem ser identificados a partir deste mal-estar.

Uma vez que mulheres já possuem o fator hormonal, ter uma má alimentação pode proporcionar dores mais facilmente do que em homens.

Além disso, situações como longos períodos sem comer ou se hidratar também podem levar à essa dor.

Como prevenir a dor de cabeça?

Por ser uma indisposição comum, a dor de cabeça pode aparecer, eventualmente.

Nesses casos, a indicação é tomar um banho gelado e descansar, de preferência em um lugar escuro e silencioso.

Se necessário, é possível fazer a ingestão de um analgésico apropriado.

No entanto, o fator hormonal presente nas mulheres é algo natural do organismo, de modo que não pode ser extinguido.

Mas existe a possibilidade de controlar a frequência e intensidade das dores, com o uso de anticoncepcionais e acompanhamento médico periódico.

De forma geral, é importante praticar atividades físicas regularmente e ter bons hábitos alimentares.

Assim, as dores de cabeça surgirão menos vezes, e de modo que não atrapalhe o dia a dia.

Por que é importante cuidar da dor de cabeça?

A dor de cabeça pode ser algo do cotidiano, surgir de um dia estressante ou de um momento atípico.

No entanto, também pode ser um sintoma indicado uma doença mais grave. Por isso, é fundamental procurar um especialista se noticiar essa indisposição frequentemente.

Mulheres têm mais dor de cabeça que homens especialmente por conta dos hormônios, mas também devem se atentar para as ocorrências.

É essencial acompanhar o mal-estar, quando ele surgiu, sua intensidade e quais os possíveis motivos.

Dessa forma, se garante uma maior qualidade de vida e a prevenção de outras doenças.




Voltar ao topo WhatsApp